Imagem capa - A minha abordagem ao casamento por Ricardo Clavello
CuriosidadesCasamentos

A minha abordagem ao casamento

Eu entendo como funciona a organização de um casamento. 

É uma busca incessante pelo fornecedor perfeito, diversas pesquisas, google, pinterest, instagram. E parece que nunca acaba.


Escrevo esse texto em 2020, sendo noivo, assim como você, e falo com total tranquilidade que estamos na era da informação. Hoje já não há mais tempo para visitarmos incontáveis fornecedores. 

Não há mais espaço para vivermos deslocamentos para reuniões presenciais simplesmente para sabermos o preço que algum fornecedor pratica, mas, infelizmente, acabamos também pagando o preço dessa necessidade de velocidade de informações.

Hoje os contatos são infinitamente menos pessoais e, às vezes, um fornecedor que é simplesmente incrível passa despercebido à organização porque não recebeu a devida atenção de nós, noivos, no meio da correria do nosso dia a dia e organização do casamento, e  faz com que esse fornecedor não consiga explicar a sua abordagem.


Então, eu venho aqui, não só como noivo, mas como fornecedor, para falar a vocês sobre a minha abordagem no trabalho com casamentos.




Minha abordagem ao casamento:


1. Me comporto como um convidado especial.

Em um casamento eu entendo que preciso, de certa forma, ser como um convidado especial. Na realidade, sou o mais privilegiado deles, já que acompanho todos os bastidores e tenho a missão de emprestar o meu olhar para contar a história para todos de como foi o grande dia de vocês.

Minha relação com os casais acaba sendo sempre mais humana e empática. Isso faz com que eu sinta que realmente sou querido naquele ambiente. Essa percepção me ajuda a participar do casamento de maneira mais integrada e poder captar os momentos e sentimentos da forma que estão acontecendo, sem manipular cenas ou ser inconveniente. 

Dessa maneira nascem as imagens mais emocionantes dos casamentos.


2. Os registros são, certamente, a maior joia do seu casamento.

As alianças são importantes, são um símbolo de tudo o que vocês estão vivendo e a promessa que fizeram no seu casamento, mas são os registros, as fotos e os vídeos, que realmente são as joias do seu casamento.

Um mês ou um ano após o casamento, tudo pode ainda estar fresco na sua cabeça, mas em alguns anos você já vai sentir muita saudade desse dia.

No seu casamento, estamos registrando hoje (fotografando e filmando) o que vai ser a saudade de amanhã

Um filme e uma fotografia de qualidade vão transportar você imediatamente de volta ao seu dia. E não há preço que pague por isso.


Na minha proposta há uma frase que eu sempre gosto de falar : 

"Casamentos são a maior expressão de um momento real, forte e especial." 

Vivemos então uma oportunidade perfeita de criar um legado futuro para sua família, de ter registros únicos de vocês. Eu não sou o fotógrafo de quem diz que "só queria umas fotos, nada especial.". Essas pessoas que me perdoem, mas o casamento é e precisa ser o dia mais especial da vida de vocês enquanto casal


Pelo menos até vocês terem o primeiro filho.


Minha missão é entregar histórias contadas com sensibilidade, carinho e de maneira autêntica, refletindo a importância desse grande dia.


3. Fotografia é um memorial da sua vida

Eu sei que as redes sociais aumentaram o desejo nas pessoas em ter boas fotos, mas o meu compromisso é com a memória. 

É com o sentimento gostoso de abrir um álbum (papel ainda vai existir daqui a 30 anos. Será que um .jpeg ainda vai?) e reviver momentos que foram mágicos por estar com quem se ama.

Certamente, quando rola aquela faxina na casa, você se depara com uma caixa de fotos antigas ou álbuns de casamento de pais e avós guardados em algum armário. Ninguém resiste a parar e dar uma olhadinha.

A matar a saudade daquele avô ou avó que já se foi. A ver como você é a cara da sua mãe quando ela era mais jovem.


A fotografia é um memorial da sua vida (e também da sua família).


Hoje talvez as fotos do seu casamento tenham um preço. E talvez seja uma batalha incluí-las dentro de um orçamento já limitado para um grande evento dos sonhos como é um casamento.

Mas eu te garanto: um dia, elas vão ter VALOR. E não vai ter preço no mundo que pague as suas memórias.


Duvida? Se imagine casado ou casada completando 50 anos de casamento. Sua única recordação do dia é seu álbum.

Você o venderia? Pelo mesmo preço que comprou? O álbum tem preço, as memórias têm valor. 


Repito, meu compromisso é com a sua memória.


4. Fotografias criativas

Além das memórias, é simplesmente magnífico termos aquelas fotos de cair o queixo no meio do nosso álbum de casamento

Como também sou noivo, penso que eu também iria amar ter fotos incríveis e criativas do meu casamento. Nada mais justo que, como fotógrafo, eu entregue isso a vocês.

Por ter uma relação baseada no carinho e na empatia, além de querer SEMPRE fazer um trabalho ainda melhor que o último, eu quero que vocês tenham fotos maravilhosas.


E é isso que eu vou entregar a você. Um registro incrível e criativo do seu dia.


5. Pessoas e interações

Fotos autênticas são muito melhores, isso é um fato.

A gente certamente sonha com muita coisa e o dedo de salvar no pinterest chega a coçar, né? 

Mas ali tem muita coisa de editorial, casamentos gringos que são de uma cultura completamente diferente da nossa e realidades muito diferentes, ou até mesmo coisas que não são casamentos reais. 


E a grande maioria são fotos posadas ou protocolares.

O casamento é muito mais que o protocolo.


O grande dia de vocês é feito de pessoas que tenho absoluta certeza que são muito queridas (e que foi difícil fazer a lista de convidados) e de interações, demonstrações de afeto e de outras emoções.

Eu costumo dizer que fotografar casamento é muito chato

Imagina se eu tivesse que sair de casa todo fim de semana pra fazer exatamente a mesma coisa, tratar as pessoas de maneira igual, fazer as mesmas fotos, entregar e postar as mesmas imagens em redes sociais? 

Horrível, né? Ainda mais pra alguém que não gosta de rotina, como eu.


Sabe qual é a melhor coisa? É fotografar COMO AS PESSOAS SE SENTEM E INTERAGEM EM UM CASAMENTO.


É sair de casa todo fim de semana e conhecer pessoas novas, que possuem gostos diferentes, expectativas diferentes, personalidades diferentes e merecem ser tratadas como únicas, pois é o que elas são. Merecem ter fotos condizentes com seus melhores ângulos, os melhores cenários que cada local proporcionar e que as suas relações e interações com seus familiares e convidados sejam mostradas em uma história contada por fotografias autênticas, bonitas, criativas e sensíveis.


Mais abraços, mais beijos, mais lágrimas, mais sorrisos, mais trocas de olhares, toques de mãos. Isso que você merece, isso que eu vou te entregar.


6. Atenção aos detalhes

Por mais que os retratos dos noivos e as interações das pessoas sejam a cereja do bolo da fotografia de casamento, ainda há a necessidade de atentar aos detalhes do casamento.

Os acessórios da noiva, alguma joia de família passada de mãe para filha, uma troca de presentes dos noivos, algum item especial da decoração.

Alguns detalhes simplesmente não podem ser deixados de lado.

E mais do que só a atenção, existe o planejamento prévio pra garantir que os registros desses itens e momentos estarão na entrega de vocês. Além de me colocar disponível pra qualquer ajuda, qualquer ideia maluca, antes do casamento eu ainda envio um questionário para saber o que não pode faltar no registro do seu casamento e fazer um checklist para que não fique nenhum detalhe de fora.


Detalhes não passarão (em branco)! rs


7. Fotos protocolares? Sim, por favor!

Agora você vai ler isso e me achar maluco. Eu acabei de falar acima que as fotos autênticas são melhores que as protocolares. Ou eu sou maluco, ou quero confundir você! Rs


Calma, vou te explicar.

Casamento é leveza, é momento, é felicidade, mas também é tradição (e também é a sua memória).


Há alguns poucos anos eu perdi a minha avó, que me criou em parte da minha infância e era a pessoa que eu mais amava nesse mundo. Não existia uma maneira de imaginar eu casar, ela estar viva e eu não ter uma foto com ela.

Mas ela já era acamada e não haveria a possibilidade dela ir ao meu casamento se não fosse numa cadeira de rodas.

A única maneira de ter uma foto com ela seria numa foto protocolar, posada.

Isso não é problema. Problema é você não separar um momento pra fazer as fotos com as pessoas que você mais ama. Lembre que o casamento também tem algum quê de tradição e também é uma oportunidade excelente de criar memórias

E eu adoraria ter a memória da minha avó comigo em uma foto, mesmo que posada, mesmo sabendo que ela não ficaria até o final do casamento, mas teria a imagem dela comigo em um dia incrível.

Por isso SEMPRE fazemos as fotos tradicionais de família, padrinhos e amigos selecionados.


Esse é o momento de não se arrepender por não ter a memória de alguém importante com você nesse dia. E não vamos permitir arrependimentos por coisas tão bobas e evitáveis, né?


8. A experiência precisa ser incrível

Você precisa se divertir. O casamento não pode ser um fardo, afinal, a gente paga pra ter uma celebração incrível do nosso amor, concorda?

Então, a sua experiência comigo também precisa ser algo leve, fácil e memorável. Sou um apaixonado por casamentos, pelo meu trabalho e por quantas amizades a fotografia me proporciona


A minha experiência enquanto fotógrafo de casamento é o que eu buscava para a minha vida. Eu vivo uma vida mais leve e participo dos momentos mais felizes das vidas das pessoas.


Portanto, você certamente me verá sorrindo, cantando ou dançando (de maneira extremamente desajeitada, rs) no seu casamento. E é assim que procuro levar o relacionamento com todos os noivos. Alguns até viram amigos pessoais, frequentamos as casas um dos outros, conversamos frequentemente e planejamos viagens malucas que nunca saem do papel.


É por me doar tanto e querer tanto o melhor pros noivos, que eles percebem e a nossa relação muda. Vai por mim, vem comigo que vai ser incrível.