Imagem capa - Tradições de casamento: entenda os símbolos, costumes e significados por Ricardo Clavello
CuriosidadesDicasCasamentos

Tradições de casamento: entenda os símbolos, costumes e significados


Uma celebração de casamento envolve símbolos e costumes já tão enraizados que poucas vezes paramos para nos perguntar o por que das coisas acontecerem de tal forma em nossa cultura. Duvido que você saiba o que significa várias das tradições de casamento que praticamos.


O casamento, por si só, é uma tradição e ritual “macro”, que engloba ainda mais símbolos e costumes.




Na sociedade ocidental, casar-se se tornou um dos marcos mais importantes da vida de uma pessoa, principalmente depois que a igreja tornou o casamento um sacramento.


Dentro da celebração, vários símbolos são recorrentes: aliança, vestido branco, véu, grinalda, buquê, chuva de arroz… mas você já parou para se perguntar a importância e o significado disso tudo?


Eu já! Por isso, fiz uma pesquisa minuciosa sobre tradições de casamento no Brasil e elaborei uma lista com o significado de ações e itens importantes em uma celebração. Confira!


1. As alianças


A forma circular da aliança de casamento, sem começo e fim, busca simbolizar a continuidade do amor de um casal e a devoção ao longo da vida. Ou seja, significa um vínculo eterno de amor.


Já o costume de usá-la no dedo anelar da mão esquerda vem de uma crença antiga, que acreditava que, dali, partia uma veia que ia direto ao coração (órgão humano que simboliza o amor).




Em resumo, fazer uma aliança com alguém é fazer um acordo, um pacto, uma união. Assim, o anel com nome de aliança é uma lembrança do pacto entre o marido e a esposa. 


2. Vestido branco


O branco já era parte do vestuário de noivas da Antiguidade. Mas, por volta do século 10, com os vistosos tecidos vindos do Oriente, as noivas passaram a se vestir com cores fortes, como o vermelho. 


Em 1840, com o casamento da rainha Vitória, da Inglaterra, o branco, ícone de pureza, voltou a dominar.




O vestido branco proporciona uma atmosfera de castidade e pureza à noiva, sendo essa também uma das razões da tradição.


3. O véu e a grinalda


Em árabe, o véu significa “o que separa duas coisas”. Assim sendo, podemos fazer uma alusão de que o véu separa a mulher de uma vida de solteira para a de casada.


Há quem diga também que o véu é uma referência a deusa da honestidade, Vesta, que na mitologia greco-romana era protetora do lar.


Dizem, ainda, que na idade média o véu era usado como peça do vestuário feminino e era sinônimo de nobreza.




Apenas as mulheres casadas pertencentes à elite poderiam usar o acessório, que tinha a função de proteger os cabelos e a pele do sol.


A grinalda, por sua vez, faz com que a noiva se pareça uma rainha, diferenciando-a dos convidados.


4. O buquê


Buquê é uma palavra de origem francesa e trata-se de um arranjo de flores usado pela noiva no dia do casamento. 


A ideia principal do buquê de noiva é que simbolizar a vida, levando em conta que as flores são as reprodutoras das plantas, ou seja, indicam fertilidade.




Dizem, ainda, que na a tradição européia, em meio a idade média, era comum que as mulheres recebessem flores e ervas aromáticas na caminhada até o altar.


Este costume era uma forma dos convidados desejarem boa sorte e espantar os maus espíritos da união do casal, para que fossem felizes.


5. Os pombinhos


Os noivos sempre são rotulados de “pombinhos”. E a comparação aos pombos é uma das tradições de casamento mais especiais!


Isso porque o pombo é um animal monogâmico. Ou seja, a vida inteira o pombo só tem uma parceira.




Por isso, passa a ideia de fidelidade. Sob a ótica da religião cristã, o pombo simboliza o Espírito Santo


Ainda há uma outra questão: o pombo tem a capacidade de enxergar 360 graus. Isso traz uma relação com o olhar divino, aquele que tudo vê.


6. As damas de honra


As damas de honra são uma das tradições de casamento que remontam ao tempo dos romanos.


As damas de honra, assim, protegiam a noiva, vestindo-se de forma semelhante a ela, enganando assim os maus espíritos que poderiam atrapalhar o casamento.




Hoje, a dama de honra é um título atribuído a menina que auxilia a noiva durante uma cerimônia tradicional de casamento. 




Normalmente, as damas de honra costumam ser crianças, que acompanham a noiva durante a sua entrada na igreja.


7. A chuva de arroz


Uma das tradições de casamento mais antigas é jogar arroz na direção dos noivos quando eles saem da igreja ou do local da celebração.




Tradição dos antigos hindus e chineses, culturas em que o arroz simboliza frutificação e prosperidade, a chuva de arroz é um oferecimento de fertilidade e fartura à nova família que se forma.




Nos casamentos modernos, o arroz vem sendo substituído por flores, sparkles e até mesmo belas bolhas de sabão!




8. Bem-casados


O doce bem-casado é uma lembrança muito procurada pelos noivos, é uma delícia e agrada o paladar dos convidados. 




Original da Europa, entre os séculos XVII e XX, o doce sofreu adaptações. Segundo reza a lenda, o bem-casado representa duas partes que se unem e são seladas pela cumplicidade e respeito mútuo


Todos que saborearem a iguaria estarão sendo abençoados com a mesma sorte e felicidade dos noivos.


9. Algo novo, algo velho e algo azul


É uma das tradições de casamento do período vitoriano que posteriormente migrou para os Estados Unidos e se propagou para o resto do mundo.


O item antigo, primeiramente, pode ser qualquer peça da mãe da noiva ou da avó, uma joia de família, um anel de formatura, entre outros. Em geral, deve ser algo que já pertença ao universo da noiva. 




O “algo velho” presta homenagem a heranças familiares. Isso significa tradição, que é indispensável para manter os aspectos familiares. 


Já o item novo representa a esperança, um novo momento deste tempo vindouro, como uma forma de ver a união com otimismo. Normalmente, esta coisa nova é o próprio vestido, mas também pode vir com os acessórios. 


O item emprestado, por sua vez, passa a ideia de que nós dependemos uns dos outros e que não vivemos isoladamente




Em algum momento, os noivos vão precisar de uma pessoa da família ou de um amigo.


Já o azul é uma cor que mais tem associações positivas. É a cor do infinito celeste e da profundidade do mar. É uma cor que nos acalenta e tranquiliza, além de estar bastante ligada à espiritualidade.


E aí, o que achou de saber mais um pouco sobre as tradições de casamento? Agora ficou mais fácil de entender por que praticamos essas ações, não é mesmo?


Por fim, todas essas tradições de casamento são especiais, emocionantes e devem ser eternizadas, sobretudo por meio da fotografia.


Se você ainda não tem um fotógrafo de casamento, entre em contato comigo para saber mais do que posso oferecer para registrar este momento especial.



Gostou de saber mais sobre as tradições de casamento? Estou sempre oferecendo diversas dicas sobre casamento no meu blog. Para recebê-las no seu e-mail, inscreva-se!

Cadastre-se na lista de dicas!

* indicates required
/ / ( dd / mm / yyyy )